Arquivo do autor:Jorge Augusto

Restaurante Dell’Arte


No último dia 10 foi realizada a confraternização da minha turma de pós-graduação e devo dizer que foi simplesmente delicioso. Quem diria que com um cardápio de R$40,00 feito por um restaurante elegante comeriasse tão bem e tanto.
O cardápio era composto de três cursos mais aperitivos:
Para os aperitivos tivemos suculentos pasteizinhos de queijo e de carne, que poderiam receber o nome de “Almofadinhas recheadas”, como elaborou o Lucas.
Como entrada tivemos uma salada de folhas com tomate seco, palmito, Parma e lascas de parmesão.
Haviam três opções para os pratos principais:
• Anchova negra ao molho teriaki com risoto de parmesão
• Escalope de file mignon com risoto de carne seca com queijo coalho
• Ravióli de mussarela de búfala ao tomate e manjericão
Na mesa pediram os três e o campeão da noite foi a anchova negra. Tudo neste prato estava delicioso, principalmente o molho, que possuia um sabor indiscutivelmente agradável, e combinava muito bem com o risoto, mas combinou ainda melhor, quando a gerente e colega de classe Érika, permitiu que o meu risoto e o do lucas fossem de cogumelos, opção presente no cardápio Primavera, que está vigente no restaurante.
Para sobremesa haviam outras duas opções:
• Cassata de chocolate com calda de frutas vermelhas
• Panacota com calda de damasco
Também muito saborosas, diferente da experiência presenciada com a sobremesa que nos foi oferecida no cardápio do restaurente La Tambouille, que não satisfez os paladares.
Além dos pratos, o serviço, a recepção e o ambiente são de extrema qualidade, não deixando a desejar em nenhum aspecto.
Posso dizer que, além das mais que agradáveis companias dos nossos colegas de sala, que foram responsáveis por uma noite divertidíssima, o restaurante Dell’Arte fez com que ela fosse gostosa também.

O restaurante está localizado na Rua Jamaris, 100 – moema
em frente ao citibank hall.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Inside-out – O pote do Rei


O restaurante O Pote do Rei é de fato um lugar interessante para se visitar na cidade de São Paulo. Cara de baladinha e comida de restaurante moderate fazem com que ele se torne uma opção interessante principalmente por seus preços acessíveis no horário do almoço e nos fins de semana à noite para curtir o clima bar lounge, que o estabelecimento oferece.
Trabalhei por três meses no restaurante e aprendi bastante, além de ter deixado algumas de minhas idéias no cardápio, o que faz com que eu me sinta muito feliz por ter colaborado com a equipe. Assim como o crítico da revista Veja apontou, o restaurante tem uma falha crucial, o atendimento.
A rotatividade grande de funcionários faz com que não haja tempo para um treinamento adequado dos mesmos. Por conseqüência, os pedidos demoram a ser tirados, os pratos demoram a chegar e o cliente se encontra rapidamente ansioso e impaciente.
O que faz com que essa impressão seja amenizada são a qualidade da comida e o seu sabor. A equipe da cozinha, que se firmou (aparentemente) duas semanas atrás, encontra-se preparada para atender a demanda do restaurante. Nela trabalhei com formados e não-formados e aprendi com ambos. Todos em um clima agradável de trabalho, sempre com limpeza e destreza na hora de executar as tarefas, não era de se espantar que a cozinha salvasse o salão.
O restaurante intitula-se mediterrâneo contemporâneo, mas não acredito não ser a melhor definição, pelo menos, não com o cardápio que se encontra hoje, que possui principalmente referências portuguesas e italianas, deixando de lado muitos traços exóticos que poderiam ser absorvidos da cozinha mediterrânea. Ele pode ser caracterizado com um restaurante nouvelle cuisine contemporâneo, onde não existem extravagâncias de modernidade como espumas, gemas e outros modos de preparo que se provem da cozinha molecular.
Os carros-chefe da casa são: Crostini de Brie para petisco, Tartare de atum como entrada, Bacalhau à Moura e Robalo com crosta de amêndoas nos pratos principais e Ovos Moles e Semifredo de doce-de-leite nas sobremesas. Posso dizer que todos os pratos agradam tanto ao paladar quanto à visão.

1 comentário

Arquivado em Inside-out

Gostosuras ou Travessuras

O halloween é uma festa típicamente americana que se baseia na fé celta do dia de todos os santos, quando na noite anterior eles homenageavam aqueles que já tinham partido; essa festa tinha o nome de Samhain ou “All Hallows Eve”, expressão que deu origem ao nome da hoje famosa festa, que tem obtido um olhar cada vez mais curioso por parte dos brasileiros.

E para comemorar  o dia das bruxas com estilo, não basta uma fantasia legal e pedir “gostosuras e travessuras” na casa dos vizinhos, mas também comidas e guloseimas deliciosas:

Cupcakes de Abóbora
2964686720_7265c27730_o

Rendimento: 6 na forma grande

1 xícara e meia de farinha

1 col de chá de fermento

1 col de chá de bicarbonato de sódio

1/2 col de chá de sal

1 xic. de polpa de abóbora

1 xic. de uvas passas

1/2 xic. de açúcar cristal ou refinado

1/2 xíc de açúcar mascavo

1/2 xíc de óleo

1/2 xíc. de nozes picadas

1/4 de col de chá de noz moscada

1/2 col de chá de gengibre ralado

2 ovos

DECORAÇÃO
– chocolate branco
– chocolate preto

Método de preparo:

1. Pré-aqueça o forno a 180ºC
2. Misture os ingredientes secos e um bowl e os úmidos em outro.
3. Misture os dois e coloque nas forminhas untadas
4. Asse de 20 a 25 minutos
5. Decore
6. Sirva

Para a decoração:
É simples, basta derreter os chocolates em banho-maria e se divertir desenhando fantasmas, teias de aranha e monstros nos cupcakes.

9 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Voltando

Agora com mais idéias, nós voltamos para tratar daquilo que mais gostamos: a comida. Seja o que está sendo servido, onde ou como. O novo blog tem intensão de falar sobre qualquer assunto que esteja relacionado com a gastronomia, seja dos bastidores, seja da perspectiva de cliente, podem ser receitas, histórias e até mesmo gafes.

Começamos com a história do macaron, que é um dos doces mais falados no momento, e que nem são mais apenas doces.. agora são de queijo, de foie gras. Como são os casos das criaçõs de Flávio Federico para o festival de Macarons, que acontece em seu estabelecimento na Al. dos Arapanés, 540, Moema – São Paulo.

Mas eu vou falar sobre algo que está próximo, o dia das crianças. O que fazer para essa rapaziada?

Bom, dou a dica de uma receita que crianças e adultos adoram

Mocha brownies

Ingredientes:

55g de manteiga sem sal

115g de chocolate meio-amargo

175g de açúcar mascavo

2 ovos

1 col. de sopa de café instantâneo

85g de farinha

1/2 col. de chá de fermento em pó

55g de nozes

4 g de essencia de baunilha

raspas de uma laranja

Modo de preparo:

  1. Derreta o chocolate com a manteiga em banho-maria
  2. coloque os ovos e o açúcar em uma batedeira e bata até ficar fofo. Acrescente entao a mistura de chocolate e o café. Deixe bater bem. Coloque então a farinha e o fermento e mexa sempre de baixo para cima, para não perder a aeração.
  3. Coloque em uma forma 20 cm untada ou com papel manteiga e coloque no forno pré-aquecido a 180°C, por aproximadamente 25 minutos.
  4. Agora é só esperar esfriar um pouco, desenformar e distribuir pra criançada.      

mocha_brownies

Obs: Quando ainda quente, fica ótimo com sorvete de creme, macadâmia ou frutas vermelhas.

Deixe um comentário

Arquivado em Bolos, Confeitaria, Receita, Uncategorized